inclusão de arquivo javascript

 
 

Os 10 novos integrantes da União Européia

30 de abril de 2004 11h26

Conhaça os 10 países do leste e sudeste da Europa que a partir de 1º de maio integram a União Européia:

Polônia: 312.680 km2. População: 38,3 milhões. Capital: Varsóvia.

O presidente Alexandre Kwasniewski, ex-comunista, dirige o país pelo segundo mandato de cinco anos. O primeiro-ministro social-democrata, Leszek Miller, deixará o governo no dia seguinte da entrada da Polônia na UE devido às acusações de corrupção contra o executivo. A Polônia é o maior país em extensão e população dos dez que se unem à UE, ainda que sua situação econômica não o coloque entre os primeiros, principalmente por sua alta taxa de desemprego, que supera os 18%.

República Checa: 78.866 km2. População: 10,3 milhões. Capital: Praga.

O ex-primeiro-ministro liberal Vaclav Klaus é presidente da República desde o ano passado, ao suceder no cargo o dissidente Vaclav Havel. O primeiro-ministro é o social-democrata Vladimir Spidla.

Hungria: 93.033 km2. População: 10,1 milhões. Capital: Budapeste.

É um dos líderes econômicos da Europa central e em 2002 registrou um crescimento de 3,3%. Ferenc Madl preside o país e o primeiro-ministro de centro-esquerda Peter Medgyessy dirige o governo desde 2002.

Eslováquia: 49.035 km2. População: 5,4 milhões. Capital: Bratislava.

O presidente Rudolf Schuster, que pertencia ao aparelho comunista, será substituído em junho por Ivan Gasparovic, e o governo de coligação de conservadores, democratas-cristãos e liberais é dirigido desde 2002 pelo democrata-cristão Mikulas Dzurinda. É uma das economias mais dinâmicas da região, com um crescimento de 4,4% no ano passado, apesar de uma taxa de desemprego de 17%.

Lituânia: 65.200 km2. População: 3,5 milhões. Capital: Vilnius ou Vilna.

O governo é dirigido pelo social-democrata Algirdas Brazauskas, enquanto o presidente, Rolandas Paksas, foi destituído pelo parlamento no início de abril por um escândalo de corrupção. Em 2002 o país registrou um alto crescimento, de 5,9%.

Letônia: 64.589 km2. População: 2,4 milhões. Capital: Riga.

Dirigido pela presidente Vaira Vike-Freiberga e o chefe de governo de coligação Einars Repse.

Eslovênia: 20.256 km2. População: cerca de 2 milhões. Capital: Liubliana.
O país é um dos que gozam de melhor economia dos dez novos países da UE, além de ser o primeiro dos Balcãs a integrar a União. Janez Drnovsek preside o país e o chefe do governo é Anton Rop.

Estônia: 45.200 km2. População: 1,4 milhão. Capital: Tallinn.
É o país menor, menos povoado e próspero das três repúblicas bálticas, com um crescimento do 6,7% em 2002. Tem como presidente o ex-comunista Arnold Ruutel e o primeiro-ministro é Juhan Parts.

Chipre: Esta ilha de 9.251 km2 está situada estrategicamente no Mediterrâneo oriental. Capital: Nicosia.

A República do Chipre (900 mil habitantes em toda a ilha) está dividida desde 1974, quando tropas turcas chegaram à região norte, onde em 1983 foi proclamada uma 'República turca do Chipre do Norte' (RTCN), que é reconhecida apenas pela Turquia. Uma força de paz da ONU de 1,2 mil efetivos controla a linha de separação da ilha.

Em 24 de abril, os greco-cipriotas rejeitaram por referendo o plano do secretário-geral da ONU, Kofi Annan, para unificar a ilha antes da entrada de Chipre à UE, por isso só integrará o bloco a zona sul (greco-cipriota) da ilha, presidida por Tassos Papadopoulos. Malta: Arquipélago de 316 km2 situado ao sul da ilha italiana da Sicília e formada pelas ilhas de Malta, Gozo, Comino e Filfola. População: cerca de 380.000 habitantes. Capital: Valetta, na ilha de Malta.

O país, dirigido pelo primeiro-ministro conservador Eddie Fenech Adami, vive principalmente do turismo.
AFP
AFP - Todos os direitos de reprodução e representação reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.