inclusão de arquivo javascript

 
 

Novo diretor-geral da BBC pede investigação

30 de janeiro de 2004 11h57

O novo diretor-geral da BBC, Mark Byford, ordenou hoje a implementação de uma investigação interna para determinar os erros cometidos pela empresa pública de comunicação em relação ao caso Kelly, depois de ser criticada duramente no relatório Hutton. Byford anunciou esta decisão durante a reunião que realizou esta manhã com os diretores da rede e o seu conselho de direção.

Esta é uma das medidas que a direção da BBC tem a intenção de tomar para "recuperar a credibilidade", segundo assinalou um de seus membros. Byford, até agora subdiretor da cadeia, substitui Greg Dyke, que pediu demissão ontem também em conseqüência do relatório do juiz Brian Hutton sobre a morte do cientista David Kelly.

O magistrado acusou a cadeia pública britânica enquanto eximiu o Governo de Tony Blair. Considerou "infundada" a notícia emitida pela BBC, e da qual Kelly foi fonte, que acusou o Governo de ter exagerado nos dados sobre as armas do Iraque para justificar a guerra.

Hutton disse que o jornalista Andrew Gilligan, autor da informação, agiu errado ao divulgá-la, e a direção da BBC atuou indevidamente ao não prestar mais atenção à queixa do Governo. Dyke, que ao deixar o cargo se desculpou junto ao Governo por possíveis erros e defendeu a veracidade da notícia, manifestou hoje suas dúvidas sobre as conclusões do juiz.

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.