inclusão de arquivo javascript

 
 

Homem é detido por fazer sexo com cachorro

23 de outubro de 2006 11h30 atualizado às 11h55

Um homem acusado de fazer sexo com o cachorro de sua família foi detido e está sendo acusado por crueldade com animais, de acordo com uma nova lei que faz com que a bestialidade seja considerada um crime, em Tacoma, Estado de Washington, nos Estados Unidos.

» Homem morre ao ser sodomizado por cavalo nos EUA

Michael Patrick McPhail, 26 anos, declarou-se inocente das acusações de crueldade perante à corte do condado de Pierce. Karen Watson, promotora assistente do condado, disse que o homem é o primeiro a ser acusado deste tipo de crime no Estado.

O cachorro está sob os cuidados do Estado. McPhail foi preso e liberado depois do pagamento de uma fiança de US$ 20 mil. O homem será julgado dia 11 de dezembro.

A mulher de McPhail disse à polícia que encontrou seu marido na varanda fazendo sexo com uma cadela pit bull, 4 anos, que chorava e uivava muito. A mulher tirou fotos com a câmera do celular e ligou para a polícia.

A lei de bestialidade, que se tornou efetiva em junho, foi elaborada depois que um homem de Seattle morreu depois de fazer sexo com um cavalo. Em 13 Estados americanos a bestialidade ainda não é explicitamente proibida.

AP - Copyright 2007 Associated Press. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.