inclusão de arquivo javascript

 
 

"Caçador de crocodilos" morre ao ser atacado por arraia

04 de setembro de 2006 02h53 atualizado em 09 de dezembro de 2006 às 04h06

Irwin cria polêmica ao segurar seu filho recém nascido em frente a um crocodilo. Foto: Reprodução

Irwin cria polêmica ao segurar seu filho recém nascido em frente a um crocodilo
Foto: Reprodução

O apresentador de TV australiano Steve Irwin foi morto nesta segunda-feira enquanto realizava uma expedição de mergulho, na cidade de Port Douglas, na Austrália. Conhecido como o "Caçador de Crocodilos", Irwin foi morto por uma arraia. O ferrão do animal penetrou seu peito, atingindo o coração.

» Veja fotos do "Caçador de Crocodilos"
» Arraia mata o caçador de crocodilos
» Vídeo registra morte do "Caçador de Crocodilos"
» "Caçador de Crocodilos" sabia de morte precoce, diz viúva
» Trezentos milhões assistem ao funeral de Irwin

O ambientalista estava captando imagens para um documentário quando a tragédia ocorreu. Ele chegou a ser socorrido por paramédicos e levado de helicóptero a um hospital, mas foi considerado morto no local do acidente.

Irwin, que tinha 44 anos, se tornou famoso no mundo todo na década de 1990 graças à série televisiva "Caçador de Crocodilos". O australiano tinha herdado o amor pelos répteis de seu pai, Bob Irwin, proprietário de uma fazenda de crocodilos na Sunshine Coast, no estado australiano de Queensland.

Irwin gerou polêmica várias vezes por seus atrevimentos, como dar de comer a um gigantesco crocodilo enquanto estava com seu bebê recém-nascido nos braços. Em outra ocasião, na Antártida, o apresentador se aproximou muito das baleias, alimentando-as, e nadou com pingüins e baleias durante a gravação de outro documentário, o que levou o primeiro-ministro australiano, John Howard, a defendê-lo publicamente.

Com agências internacionais

Redação Terra