PUBLICIDADE

Na Lapônia, vila do Papai Noel recebe turistas o ano todo

16 nov 2012 - 07h36
Publicidade

Na região finlandesa da Lapônia, território de fronteira com a Noruega, Suécia e Rússia, está localizado um vilarejo cujo morador é muito especial nessa época do ano: o Papai Noel. Lá, o bom velhinho passa grande parte do tempo trabalhando em seu escritório, no centro da Vila Noel em Rovaniemi - capital da Lapônia. Anualmente, recebe, em média, 700 mil cartas de crianças do mundo inteiro. Amparado por uma legião de ajudantes, o Pai Natal - como é conhecido no dialeto regional - separa e responde cada mensagem recebida.

Na Vila Noel, a decoração e o clima de Natal permanecem o ano todo
Na Vila Noel, a decoração e o clima de Natal permanecem o ano todo
Foto: Divulgação



Próximo ao Círculo Polar Ártico, a área é conhecida pela beleza e exuberância natural, pelo frio e, principalmente, por vivenciar o clima de Natal durante todos os dias do ano. Neste cenário está localizada a Vila Noel, com construções pensadas para levar os visitantes para dentro da magia do Natal. Diariamente, quem visita o vilarejo se encanta com luzes, pinheiros e com o personagem vestido com as tradicionais roupas vermelhas, acompanhado de renas e cães.



A vila foi construída há cerca de 60 anos por um grupo de empresários que decidiu explorar o turismo naquela região, ainda intocada pelo progresso. O primeiro turista ilustre da

Santa Claus Village

foi Eleanor Roosevelt, primeira-dama dos Estados Unidos, entre os anos de 1933 e 1945. A inesperada aparição, feita ainda durante as construções, ajudou a popularizar a região e espalhar os rumores de que aquele lugar encantado abrigava o Papai Noel.



Hoje, o espaço conta com toda a infraestrutura necessária para receber turistas, como lojas de

souvenires

, guias caracterizados, restaurantes e hotéis. Eles dividem espaço com o Correio Central do Papai Noel, o Escritório do Papai Noel e o SantaMus - um museu dedicado ao bom velhinho. Também há áreas para a prática do

snowmobile

(moto que anda sobre a neve) e passeios de trenós puxados por cães da raça Husky Siberiano.



A Vila permanece aberta diariamente, sem cobrança de taxa pela visita. No entanto, algumas atrações não são gratuitas, como visitas ao museu e ao Papai Noel. Neste caso é cobrada entrada de R$ 50, em média, por cada atividade.



Santa Park

Fora do complexo há também o Santa Park - considerado o maior parque natalino do mundo - com oito mil metros quadrados, construído no interior de uma caverna. Trenzinhos, carrosséis e brinquedos típicos de todo parque de diversões fazem a alegria dos visitantes que ainda podem conhecer a cozinha da Mamãe Noel, um globo de neve gigante e a Escola dos Elfos, entre outros atrativos.



Fora da alta temporada, os ingressos para o Santa Park custam cerca de R$ 72 para adultos e R$ 62 para crianças. Já durante os meses de inverno, os valores passam para R$ 78 e R$ 65, respectivamente. Os tickets são válidos por dois dias, mas não incluem fotos ou outras lembranças do interior do parque.



Fonte: Agência Hélice
Publicidade