Sites relacionados
O novo papa

Fale conosco

 Notícias por e-mail
João Paulo II
Sábado, 2 de abril de 2005, 20h23 
Última palavra do Papa foi "Amém"
 
AP
Papa durante internação no Hospital Gemelli
Papa durante internação no Hospital Gemelli
Saiba mais
» Cardeal mexicano é a segunda baixa no conclave
» Vaticano avalia beatificação do Papa, diz jornal
» Cardeal de Roma tenta abafar curiosidade sobre novo papa
» Próximo papa decide beatificação de João Paulo II
» Papa é enterrado; 1 milhão assistem à missa
» Fiéis pedem a canonização de João Paulo
» Lula acompanha sepultamento do Papa
» 15 mil soldados patrulham Roma
» 7 mil assistem em telão na Notre Dame
» Fidel minimiza peso do Papa na queda do comunismo
» Números: o pontificado de João Paulo II
Multimídia
Animações
» Como se elege um novo papa
» Todos os papas do século XX
» Viagens de João Paulo II
Áudio e vídeo
» Cardeal lembra do amor do Papa aos jovens
» Reveja a última aparição pública do Papa
Sites relacionados
Externo
» Fotos: imagens do Papa
» Vídeo: imagens do Papa
» Troque mensagens no chat do Terra sobre João Paulo II
 Últimas de João Paulo II
» Religioso pede gravação do coração de João Paulo II
» João Paulo II será beatificado por milagre francês
» Carro de João Paulo II é vendido por US$ 690 mil
» Começam as audições para beatificar João Paulo II
Uma intensa corrente de oração acompanhou a última hora de vida do papa João Paulo II, segundo revelou o porta-voz do Vaticano e amigo particular do pontífice, Joaquín Navarro-Valls. Resignado com seu estado de saúde, sua última palavra antes da morte foi "Amém" (que significa "assim seja"). Estavam presentes com o pontífice em seu quarto do terceiro andar do Palácio Apostólico do Vaticano apenas alguns colaboradores muito próximos, considerados quase de sua família.

» Veja todas as fotos
» Veja todos os vídeos
» Deixe seu depoimento
» Especial: saiba como será a sucessão

Uma última missa foi celebrada no quarto do pontífice minutos antes de sua morte. "Por volta das 20h (15h em Brasília), os monsenhores Stanislao Mietek e Stanislaw Rylko, além do cardeal Marian Jaworski, conduziram a reza", revelou Navarro-Valls.

Ao fim da prece, o Papa teria recebido novamente a "unção dos enfermos" (antes conhecida como extrema-unção) dando a mão a don Stanislao Dziwiz, seu fiel secretário que o acompanhou por 40 anos.

Instantes depois, próximo à janela que foi vigiada por milhares de pessoas nos últimos dias, o Papa balbuciou e, levantando uma das mãos, como se abençoasse a multidão na Praça São Pedro, sentenciou: "Amém". Faleceu segundos depois.

"O Santo Pai morreu rezando abaixo à janela e este é o nosso entendimento de que ele estava consciente", afirmou o padre Jarek Cielecki, diretor do Serviço de Notícias do Vaticano.

» Leia todas as notícias
 

Redação Terra