Sites relacionados
O novo papa

Fale conosco

 Notícias por e-mail
João Paulo II
Sábado, 2 de abril de 2005, 19h18 
Papa cobrava reforma agrária no Brasil
 
Saiba mais
» Cardeal mexicano é a segunda baixa no conclave
» Vaticano avalia beatificação do Papa, diz jornal
» Cardeal de Roma tenta abafar curiosidade sobre novo papa
» Próximo papa decide beatificação de João Paulo II
» Papa é enterrado; 1 milhão assistem à missa
» Fiéis pedem a canonização de João Paulo
» Lula acompanha sepultamento do Papa
» 15 mil soldados patrulham Roma
» 7 mil assistem em telão na Notre Dame
» Fidel minimiza peso do Papa na queda do comunismo
» Números: o pontificado de João Paulo II
Multimídia
Animações
» Como se elege um novo papa
» Todos os papas do século XX
» Viagens de João Paulo II
Áudio e vídeo
» Cardeal lembra do amor do Papa aos jovens
» Reveja a última aparição pública do Papa
Sites relacionados
Externo
» Fotos: imagens do Papa
» Vídeo: imagens do Papa
» Troque mensagens no chat do Terra sobre João Paulo II
 Últimas de João Paulo II
» Religioso pede gravação do coração de João Paulo II
» João Paulo II será beatificado por milagre francês
» Carro de João Paulo II é vendido por US$ 690 mil
» Começam as audições para beatificar João Paulo II
Nas quatro visitas que fez ao Brasil (1980, 1982, 1991 e 1997), o Papa João Paulo II cobrou do governo brasileiro a implantação da reforma agrária para acabar com a violência no campo e reduzir a miséria no país.

  • Cardeal Sodano oficiará missa em memória do Papa
  • Vídeo: favoritos a sucessão
  • Fotos: fiéis rezam pelo Papa
  • Os rituais que envolvem a morte do Papa

    Mas, segundo o núncio apostólico do Vaticano no Brasil, dom Lorenzo Baldisseri, "até hoje os relatórios apresentados pelos sucessivos governos nesses 25 anos, desde a primeira visita, mostram que a reforma agrária ainda não foi implantada".

    Dom Lorenzo lembrou que o papa não ficou satisfeito com os rumos da reforma agrária no país. "Isso todo mundo reconhece, apesar dos lançamentos de programas de reforma agrária, a exortação da parte do Santo Padre e da Igreja no Brasil, até agora não teve atuação. Pode até ser que seja como um legado, para que no futuro se faça literalmente a reforma agrária", disse.

    Para o núncio apostólico, o sumo pontífice foi o religioso que mais aproximou os povos no mundo. Ele cita a derrubada do muro de Berlim como "a maior contribuição de João Paulo II para a ampliação das liberdades". Acrescenta, ainda, que o papa "contribuiu para a abertura do diálogo político e ecumênico com as religiões em todo o mundo, pregando o respeito, a tolerância e a necessidade de se prosseguir com os avanços sociais".

    Já o arcebispo Metropolitano de Brasília, dom João Braz de Avis, lembrou as quatro visitas que o João Paulo 2º fez ao Brasil como uma demonstração da importância que o pontífice deu ao país e ao povo brasileiro. "Creio que nós fizemos progresso, mas o Brasil ainda tem uma dívida social muito grande e ainda temos que caminhar bastante para realizar o que o papa pediu", disse dom João.


     

  • Agência Brasil