6 eventos ao vivo

Mali assina acordo com separatistas tuaregues

18 jun 2013
19h13
atualizado às 19h48

O Mali assinou nesta terça-feira um acordo de cessar-fogo com separatistas tuaregues do norte do país, abrindo caminho para que soldados do governo regressem à cidade nortista de Kidal, em poder dos rebeldes, antes da eleição presidencial de julho.

Esse país, no centro de uma região assolada pela pobreza e pela militância islâmica, recebeu no mês passado um pacote de ajuda ocidental no valor de 3,25 bilhões de euros com o objetivo de fortalecer a democracia malinesa e ajudar o país a se recuperar de um golpe seguido de uma insurgência da Al Qaeda.

O acordo desta terça-feira, após quase duas semanas de negociações, prevê que os grupos rebeldes se desarmem, como parte de um processo de paz mais amplo destinado a resolver as antigas demandas tuaregues por mais autonomia.

"A assinatura deste acordo representa um passo significativo no processo de estabilização no Mali", disse o representante especial da ONU no Mali, Bert Koenders, que participou da cerimônia de assinatura em Uagadugu, capital do vizinho Burkina Faso.

A comunidade tuaregue do Mali tem por décadas exigido uma maior autonomia política e mais gastos com desenvolvimento para a região empobrecida, que eles chamam de Azawad.

(Por Mathieu Bonkoungou, com reportagem adicional de Tiemoko Diallo, em Bamaco)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade