inclusão de arquivo javascript

 
 

Leões salvam menina de seqüestradores na Etiópia

21 de junho de 2005 20h11 atualizado às 20h14

Uma menina de 12 anos, seqüestrada e espancada por homens que queriam forçá-la a se casar foi encontrada sob a guarda de três leões na província de Bita Genet, na Etiópia. Aparentemente, foram os animais que afugentaram os bandidos.

A garota, desaparecida há uma semana, foi levada por sete homens que queriam obrigá-la a casar-se com um deles, disse o sargento Wondimu Wedajo. Ela foi espancada várias vezes antes de ser encontrada por policiais e parentes. Os leões a protegeram por quase 12 horas.

"Eles ficaram lá com a menina até a encontrarmos e aí foram embora para a floresta. Se os leões não estivessem lá, as coisas poderiam ter sido piores", afirmou o policial. Stuart Williams, um especialista em vida selvagem, disse que a menina pode ter sobrevivido porque estava chorando. "O som de uma criança chorando pode ser confundido com o de um filhote de leão", completou Williams.

AP - Copyright 2007 Associated Press. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.