inclusão de arquivo javascript

 
 

A biografia do príncipe Rainier III

Príncipe Rainier entre filhos Stephanie e Albert. Foto: EFE

Príncipe Rainier entre filhos Stephanie e Albert
Foto: EFE

Rainier Louis Henri Maxence Bertrand de Grimaldi nasceu em Mônaco em 31 de maio de 1923, o segundo filho da princesa Charlotte, herdeira do principado, e do conde Pierre de Polignac.

» Especial: tudo sobre Rainier III

Os problemas familiares transformaram desde o início a vida de Rainier. Em 1930, seus pais se divorciaram e seu avô Lois III, príncipe de Mônaco, assumiu a guarda dele e de sua irmã, Antoniette.

Em maio de 1949, aos 79 anos, o príncipe Lois morreu. Rainer, então com 26 anos, assumiu o trono de Mônaco.

Em 1955, o príncipe conheceu a atriz americana Grace Kelly no Festival de Cinema de Cannes, na França, quando a estrela de Hollywood apresentava o filme Ladrão de Casaca, dirigido pelo cineasta britânico Alfred Hitchcock.

O namoro despertou o interesse da opinião pública, que via a relação entre o príncipe e a atriz como um conto de fadas, no qual a musa de Hitchcock se converteria em princesa de Mônaco.

Em 18 de abril de 1956, os Rainier e Grace Kelly se casaram em uma ostentosa cerimônia, transmitida ao vivo pelas cadeias de televisão de todo mundo. Cerca de 3 milhões de pessoas assistiram ao espetáculo.

Segundo o livro Grace Kelly: As Vidas Secretas da Princesa, do escritor James Spada, o príncipe teria embolsado US$ 2 milhões, entregues a título de dote pelo pai da atriz.

Amparado por depoimentos, o livro - lançado no Brasil em 1988 - afirma que a atriz fez exames médicos que comprovassem sua fertilidade, condição imposta pelo príncipe para que o casamento se realizasse.

No ano seguinte, nasceu a princesa Caroline, a primeira filha do casal. Albert Alexandre Louis Pierre nasceu um ano depois, em 1958, tornando-se o herdeiro do trono de Mônaco.

Em 1965 nasceu a princesa Stephanie, que viria a ser considerada a "ovelha negra" dos Grimaldi devido aos seus inúmeros relacionamentos escandalosos.

Em 14 de setembro de 1982, a princesa Grace Kelly morreu em um acidente de carro quando voltava para o castelo da família em Mônaco. Ela estava acompanhada da filha mais nova, na época com 17 anos. Stephanie chegou a ser acusada de estar dirigindo o veículo embriagada no momento da tragédia.

A morte de Grace Kelly marcou o início de uma nova era de problemas familiares para Rainier. O príncipe assistiu a três casamentos de sua filha mais velha (que ficou viúva do segundo marido), não viu seu herdeiro subir ao altar e penou com os escândalos de Stephanie, que entre outras coisas teve filhos com dois guarda-costas e se casou com um artista de circo.

Apesar dos problemas pessoais, Rainier era visto como um grande realizador em Mônaco, principalmente graças a seus esforços para melhorar a economia do país. Analistas dizem que Rainier conseguiu reduzir a dependência de Mônaco do turismo e do jogo ao desenvolver o setor empresarial do principado.

Em 1993, ele conseguiu que o principado de Mônaco fosse admitido na Organização das Nações Unidas (ONU). Entretanto, sua idade avançada e seu estado de saúde frágil fizeram com que ele delegasse uma série de funções ao seu herdeiro, Albert, nos últimos anos.

Redação Terra