inclusão de arquivo javascript

 
 

Partido de Brown perde eleições parciais legislativas

24 de julho de 2009 12h55 atualizado às 12h58

O Partido Trabalhista de Gordon Brown perdeu nesta sexta-feira contra os conservadores, nas primeiras eleições legislativas realizadas no Reino Unido após o escândalo parlamentar de abuso de dinheiro público.

O Partido Conservador de David Cameron venceu com uma maioria de 7.348 votos, em uma eleição parcial no colégio de Norwich North, até agora comandado pelo partido governante, convocada depois de sua renúncia.

O trabalhista Ian Gibson foi obrigado a deixar sua cadeira, depois de ter sido acusado de abuso de verba dos parlamentares, já que reivindicou quase 80 mil libras (92.400 euros) em despesas por um apartamento em Londres, que depois vendeu a sua filha a preço de saldo.

A vencedora do pleito parcial, com 13.592 votos, foi a jovem conservadora Chloe Smith, que com 27 anos se tornou a deputada mais jovem da Câmara dos Comuns.

O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, qualificou os resultados de "muito decepcionantes" e atribuiu o descontentamento dos cidadãos ao desgaste sofrido por seu partido após os escândalos na Câmara dos Comuns.

A participação foi de 45%, mesmo valor das últimas eleições parciais, e houve uma transposição de votos trabalhistas para os conservadores de 16,5%.

Em segundo lugar, ficou o candidato trabalhista, Chris Ostrowski.

Depois vieram os liberal-democratas, o Partido da Independência do Reino Unido e o Partido Verde.

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.