inclusão de arquivo javascript

 
 

Primeiro infectado pela gripe suína na Itália se recupera

02 de maio de 2009 08h00 atualizado às 08h26

Um paciente italiano que tinha a gripe suína se recuperou da doença e não apresenta nenhuma sintomatologia, informaram neste sábado fontes sanitárias da cidade de Massa, na região da Toscana.

» Veja imagens da gripe suína pelo mundo
» Chegada do vírus é inevitável, diz Temporão
» Veja o que é o vírus influenza Tipo A
» Tire suas dúvidas sobre a gripe suína

Trata-se do primeiro caso conhecido na Itália da gripe suína, que era um italiano que chegou do México em 23 de abril e que foi internado no departamento de doentes infecciosos do hospital de Massa.

O homem não corre perigo, mas, como prevenção, seus parentes e as pessoas que tiveram contato com ele foram submetidos a um tratamento de profilaxia, concluíram.

Gripe Suína
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a gripe suína é causada por uma variante do vírus influenza tipo A, que porta a designação H1N1. O órgão aumentou o nível de alerta para cinco (pandemia iminente) em uma escala que vai até seis. O temor é de que nova mutação torne os humanos incapazes de combater a doença, por falta de anticorpos.

A gripe suína teria matado mais de 150 pessoas no México, país mais afetado pelo surto, onde cerca de 2 mil pessoas estariam infectadas. No entanto, autoridades sanitárias do país confirmaram apenas 101 casos e 15 mortes relacionadas ao vírus AH1N1.

Nos EUA, até o momento foram confirmados 141 casos de pessoas com gripe suína; uma morreu. No Brasil, sete pessoas suspeitas de infecção pelo vírus são monitoradas pelo Ministério da Saúde.

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.