inclusão de arquivo javascript

 
 

China constrói seu primeiro porta-aviões militar

19 de novembro de 2008 06h07 atualizado às 08h08

A China trabalha na montagem de seu primeiro porta-aviões de guerra, que poderia ser utilizado no Mar da China Meridional para proteger as rotas de seus petroleiros e seus territórios na região, segundo uma fonte militar citada nesta quarta pela imprensa local.

O porta-aviões e seus navios de apoio devem ser construídos em Xangai (leste) e em outros dois importantes estaleiros do norte do país, disse ao diário independente "South China Morning Post" um especialista militar chinês estabelecido em Xangai.

Este especialista, que pediu para não ser identificado, disse que visitou um desses estaleiros no começo do ano, e explicou que durante essa visita viu o casco de um navio de guerra em construção.

Pessoas que trabalhavam no local lhe disseram que o casco pertencia a um navio que faria parte do futuro grupo de combate de porta-aviões do gigante asiático.

"Não sei se o casco que vi é o corpo principal do porta-aviões ou o casco de um dos navios de apoio", afirmou o especialista.

"Posso dizer que o novo porta-aviões será convencional e pequeno (comparado com os porta-aviões nucleares americanos) e não poderá abrigar mais de 60 aviões", indicou.

O especialista afirmou ainda que o porta-aviões chinês deve ficar pronto em quatro anos ou mais, e que "fornecerá a cobertura aérea que a China necessita para a frota, especialmente em razão de disputas territoriais com outros países no Mar da China Meridional".

A fonte disse também que a comunidade internacional não deveria se surpreender com a construção do porta-aviões, já que "não é surpresa para ninguém que a China queira construí-lo, até mesmo porque a Índia já tem quatro dessas embarcações".

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.