inclusão de arquivo javascript

 
 

Paraguai: noivo é preso no altar porque era mulher

16 de junho de 2008 10h41

Um casamento foi cancelado em uma Igreja católica do Paraguai, no último sábado, depois de descobrir-se que o noivo era uma mulher. O casal foi preso, segundo a agência EFE.

» Transexual grávido vai aparecer na TV
» Separados por troca de sexo se casam
» Japão estuda mudanças de sexo
» Cuba terá cirurgias gratuitas

A cerimônia seria realizada na Igreja Virgem Del Rosario, a principal de Lambaré, município vizinha à capital Paraguai, Assunção. O caso foi descoberto porque uma das convidadas contou a verdade.

Pouco antes da chegada dos noivos, o padre, Ángel Arévalo, alertou um fiscal da jurisdição que pediu a intervenção da polícia e de um médico forense. Segundo a imprensa local, o médico teve uma surpresa ao examinar o noivo, impecavelmente vestido para a ocasião, e constatar que era uma mulher.

O fiscal ordenou a detenção das duas mulheres: Blanca Estigarribia Lugo, 44 anos, e Catalina Vero, 40 anos, que se registrou para o casamento como Jesús Alejandro Martínez. Elas foram levadas para um uma prisão feminina de Assunção.

Redação Terra