inclusão de arquivo javascript

 
 

China inaugura maior ponte marítima do mundo

01 de maio de 2008 11h15 atualizado às 14h48

Fogos de artifício marcam cerimônia de inauguração da maior ponte sobre o mar do mundo. Foto: AFP

Fogos de artifício marcam cerimônia de inauguração da maior ponte sobre o mar do mundo
Foto: AFP

A ponte da Baía de Hangzhou, a mais extensa do mundo sobre o mar, com 35,6 km, foi inaugurada nesta quinta-feira no litoral leste da China, região onde se espera que a nova estrutura dinamize a economia da região.

» China inaugura ponte gigante
» Veja o vídeo da ponte

A construção, que cruza de norte a sul a baía de Hangzhou, foi inaugurada em uma cerimônia à qual compareceram centenas de pessoas entre líderes políticos locais, policiais e uma representação de trabalhadores da ponte.

O ato aconteceu sobre as águas do mar da China Oriental, no centro da ponte, entre as cidades de Cixi e Zhapu.

Após a cerimônia, começou um percurso de teste pela ponte com 180 carros de passeio e 22 ônibus, após o qual a estrutura foi aberta ao tráfego faltando dois minutos para a meia-noite de hoje (hora local), para que fosse inaugurada simbolicamente no Dia do Trabalho.

A obra, que receberá mais de 40 mil veículos por dia - quantidade que se espera que aumente para 100 mil diários até 2026 -, foi projetada para resistir a todos os tipos de tufões, já que se encontra em uma região propícia ao surgimento deste fenômeno no verão, no hemisfério norte.

A ponte também foi construída para evitar que os motoristas se distraiam ao volante e causem acidentes, já que tem forma de S, em cumprimento à lei chinesa que proíbe estradas com mais de 10 km em linha reta, e cada cinco km de guard-rail foi pintado com uma cor diferente.

Sustentada com mais de 600 pilares e com aproximadamente 90 m de altura acima do nível da água, a ponte gigantesca estimulará ainda mais o desenvolvimento econômico da província de Zhejiang, onde fica, e do delta do rio Yang Tsé, por aproximar as regiões comerciais de Xangai e Ningbo.

Quando a ponte Sutong, de 15,1 km de extensão, for inaugurada este ano sobre o Yang Tsé, entre as cidades de Nantong e Changsu, na província chinesa de Jiangsu, a economia do delta do imenso rio chinês receberá um impulso ainda maior.

Com a ponte inaugurada hoje, a distância por terra entre Xangai, o maior porto mundial de carga, e Ningbo, que já é o segundo terminal marítimo chinês e o quarto do mundo em fluxo de mercadorias, foi reduzida de cerca de 400 km para apenas 120 km.

Isso significa mais de uma hora e meia a menos de viagem para um trajeto que até hoje demorava cinco horas.

A ponte, que terá pedágio e deve se tornar uma atração turística, conta com seis cabines, três em cada sentido, custou 1,067 bilhão de euros (mais de US$ 1,682 bilhão), e contou com 30% de capital privado.

Um dos pontos mais espetaculares do projeto é a ilha de serviços, que ficará sobre uma barragem concebida para não interromper o curso das marés, e cuja construção no centro da ponte, junto ao viaduto, está em fase de conclusão.

A única estrutura similar no mundo é a ponte Causeway, na Louisiana (Estados Unidos), com 38,4 km, mas que não atravessa águas marítimas, e sim o lago Pontchartrain.

A ponte marítima mais extensa do mundo até hoje em funcionamento fica em Xangai, também na China: a Ponte do Mar Oriental, de 32,5 quilômetros, que liga a metrópole com seu porto de águas profundas ao arquipélago de Yangshan.

A inauguração da Ponte da Baía de Hangzhou é especialmente simbólica em Jiaxing, no extremo norte, já que essa cidade concluiu, em 1921, o primeiro congresso nacional que deu origem ao Partido Comunista Chinês (PCCh), que comanda o país desde 1949.

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.