inclusão de arquivo javascript

 
 

Jovem mata criança que o atrapalhou em videogame

19 de março de 2008 13h18

Um jovem acusado de agredir uma criança até a morte, em Tarragona (Espanha), pode ser condenado a 20 anos de prisão. Luigi D. G., 19 anos, matou o filho de sua companheira de 1 ano porque fez com que ele perdesse uma partida de videogame.

Segundo as primeiras conclusões judiciais, o dominicano Luigi estava na casa onde vivia com sua parceira e o filho dela. A mulher havia ido até a residência da mãe do rapaz e ele estava sozinho com a criança, que colocou a mão em um dos controles do videogame fazendo com que Luigi perdesse uma partida.

Foi então que o rapaz golpeou a criança com um soco na região abdominal. Em seguida, o menino caiu da cama chorando fortemente. Indignado com o choro, o homem atirou a criança com força sobre a cama, fazendo com que ela chorasse e gritasse com mais força

O dominicano finalizou a agressão golpeando a criança na cabeça com a palma da mão e lhe dando um novo soco. A criança ficou na cama gemendo por alguns instantes até que se calou.

Quando a mãe chegou percebeu que o filho não respirava. Foi constatado que a criança morreu em função da hemorragia provocada pelo traumatismo abdominal.

Luigi é acusado de assassinato com o agravante do parentesco. Ele foi preso depois do crime, em setembro do ano passado, e agora a Justiça pode condená-lo a 20 anos de prisão, além de indenizar a mãe da criança em 95 mil euros.

Redação Terra