inclusão de arquivo javascript

 
 

Hugo Chávez fecha embaixada e mobiliza tropas

02 de março de 2008 14h50 atualizado às 19h11

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, ordenou hoje o fechamento da embaixada da Venezuela na Colômbia e a mobilização de "10 batalhões" militares na fronteira entre os dois países.

» Colômbia diz não ter violado soberania
» Morte de Reyes pode retardar paz
» Embaixador quer conciliação com Farc
» Líder das Farc é morto pelo exército
» Chávez ameaça a Colômbia

Chávez reagiu assim às circunstâncias do "covarde assassinato" do porta-voz internacional das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Raúl Reyes.

Chávez também chamou seu colega colombiano, Álvaro Uribe, de "criminoso, mafioso e paramilitar", e acusou-o de dirigir um "narcogoverno".

A pedido de uma participante do seu programa de rádio e televisão "Alô, presidente!", o chefe de estado venezuelano ofereceu um minuto de silêncio a Raúl Reyes, o porta-voz internacional das Farc morto ontem naquilo a que Chávez se referiu como um "covarde assassinato".

AFP
AFP - Todos os direitos de reprodução e representação reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.