inclusão de arquivo javascript

 
 

Força Aérea argentina investiga aparição de ovni

16 de janeiro de 2008 14h32 atualizado às 17h07

A Força Aérea argentina investiga a aparição de um objeto voador não identificado (ovni) denunciada por um operador de tráfego aéreo e por centenas de moradores da cidade de Río Cuarto, na província de Córdoba, região central da Argentina. As informações foram passadas à Agência Efe por fontes militares, que também anunciaram ter pedido a colaboração da Comissão Nacional de Atividades Espaciais da Argentina (Conae).

Caso necessário, especula-se que a Agência Espacial Americana (Nasa) também pode ser convocada para analisar o caso. Os porta-vozes confirmaram que a Força Aérea Argentina não registrou a aparição do ovni na noite de segunda-feira.

O operador viu um estranho objeto luminoso que não respondeu a seu pedido de identificação e que desapareceu do seu campo de visão depois de sobrevoar a região do aeroporto de Río Cuarto, cidade que fica a cerca de 700 quilômetros de Buenos Aires. Centenas de moradores entraram em contato com emissoras de rádio e de televisão para avisar da aparição do ovni.

O porta-voz da Força Aérea em Río Cuarto, Carlos Oyola, declarou que não houve registros de vôos civis ou militares no momento em que o objeto foi visto. Oyola disse à imprensa local que o ovni também não correspondia a uma aeronave convencional, nem a um dos satélites que costumam ser vistos na região.

As fontes da Força Aérea Argentina disseram hoje que Oyola não pode admitir oficialmente a aparição do ovni porque ainda é necessário investigar o ocorrido. Acrescentaram que o objeto pode se tratar de um globo ou sonda de pesquisa meteorológica ou talvez de um fenômeno atmosférico, motivo pelo qual foi pedida a colaboração da Conae.

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.