inclusão de arquivo javascript

 
 

Papa diz que mundo precisa de unidade de Igrejas cristãs

06 de dezembro de 2007 13h35

O Papa Bento XVI disse hoje que "o mundo precisa, mais que nunca", da unidade entre as Igrejas cristãs.

O Pontífice fez estas declarações ao receber os membros da Comissão Internacional de Diálogo do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos e da Aliança Mundial Batista.

"O mundo necessita hoje, mais que nunca, de nosso testemunho comum de Cristo e da esperança trazida pelo Evangelho. A obediência à vontade do Senhor nos estimula constantemente a alcançar a unidade", explicou.

Segundo o Papa, as divisões entre os cristãos "contradizem clara e abertamente a vontade de Cristo e são um escândalo para o mundo, além de prejudicarem a causa santíssima de pregar o Evangelho a toda criatura".

O Papa defendeu analisar algumas questões erroneamente interpretadas no passado, tais como "a relação entre a Escritura e a tradição, a compreensão do Batismo e dos sacramentos, o lugar de Maria na comunhão da Igreja, e a natureza do primaz na estrutura ministerial da Igreja".

"Para conseguir nossa esperança na reconciliação e uma maior fraternidade entre batistas e católicos, é preciso que enfrentemos juntos temas como estes, em um espírito de abertura, respeito recíproco e fidelidade (...) a Jesus Cristo", disse.

Em outra audiência, o Papa recebeu 280 membros do Pontifício Instituto Oriental, fundado em 1917 por Bento XV, "para garantir a paz dentro da Igreja".

O Papa explicou que Bento XV, ao qual diz se sentir "ligado de forma particular", favoreceu assim as Igrejas Orientais católicas, que gozam "de um regime mais adequado a suas tradições".

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.