inclusão de arquivo javascript

 
 

Polícia confirma carne humana em prato de "escritor canibal"

16 de outubro de 2007 00h10 atualizado às 09h18

O escritor ficou ferido ao tentar fugir da polícia. Foto: AP

O escritor ficou ferido ao tentar fugir da polícia
Foto: AP

As autoridades mexicanas confirmaram, nesta segunda-feira, a presença de carne humana no prato de um escritor de romances de terror, preso na semana passada na capital mexicana quando tentava fugir da polícia.

» Assista ao vídeo
» Escritor é suspeito de cozinhar namorada

José Luis Calva Zepeda foi detido pela polícia durante investigação sobre o desaparecimento da sua namorada, em que ele era apontado como principal suspeito. Ao perceber a chegada das autoridades, Calva Zepeda tentou fugir saltando da varanda de seu apartamento, no bairro de Guerrero, na Cidade do México.

No entanto, o escrito ficou ferido e acabou sendo detido pela polícia. No apartamento, os policiais encontraram o corpo esquartejado de Alejandra Galeana Garavito, 30 anos, mãe de dois filhos e namorada de Calva Zepeda, além de restos de carne frita em uma frigideira, um prato e um garfo.

Nesta segunda-feira, o policial Gustavo Salas e o médico Rodolfo Rojo, coordenador dos Serviços Periciais, confirmaram que a carne na frigideira era humana e que se tratava de um músculo que pertencia ao antebraço da vítima.

No entanto, os dois funcionários disseram que ainda não é possível confirmar que o escritor, que ainda está hospitalizado, consumiu a carne humana, já que ele ainda não prestou depoimento. Mesmo assim, segundo Salas, as evidências encontradas no apartamento de Calva Zepeda "justificam totalmente a hipótese de que ele comeu carne humana".

As autoridades também informaram que Calva Zepeda está ligado a outras duas mortes de mulheres que tiveram os corpos esquartejados.

No apartamento do escritor, a polícia achou um romance inacabado intitulado "Instintos Canibais ou 12 Dias" (em tradução livre), centrado em antropofagia, sexo, sadomasoquismo e na coprofagia. Se for condenado, Calva Zepeda pode pegar até 50 anos de prisão.

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.