inclusão de arquivo javascript

 
 

Caravela é econtrada com toneladas de ouro e prata

18 de maio de 2007 13h20 atualizado em 07 de junho de 2007 às 09h36

Meio milhão de moedas de prata e centenas de moedas de ouro foram recuperadas dos destroços de uma caravela no Atlântico, na maior descoberta do gênero, informou na sexta-feira a empresa Odyssey Marine Exploration. A fortuna foi avaliada em US$ 500 milhões (R$ 1 bilhão).

Os artefatos, que incluem 17 toneladas de moedas de prata e de ouro, foram legalmente importados para os Estados Unidos, disse a empresa em comunicado.

Os artefatos estão sendo examinados e cuidados por especialistas em um local desconhecido, afirmou o comunicado, acrescentando que cerca de 6 mil moedas estão em excelentes condições.

"As moedas de ouro estão quase todas em um estado deslumbrante", disse o co-fundador da Odyssey, Greg Stemm.

A Odyssey, listada na bolsa de valores, não quis dar mais nenhum detalhe sobre a localização do navio ou o local de origem das moedas.

As ações da empresa subiam 57%, de 2,64 dólares para 7,24 dólares, nesta sexta-feira, chegando anteriormente a alcançar o patamar de 7,50 dólares.

A companhia utilizou protocolos arqueológicos e recuperou a bolada usando tecnologia robótica avançada.

"Nossa pesquisa sugere que há um grande número de navios do período colonial que naufragaram e se perderam na área onde está o local da descoberta, por isso estamos sendo muito cuidadosos quanto às especulações e quanto à possível identidade do navio naufragado", disse John Morris, co-fundador e presidente-executivo da Odyssey.

"Nós estamos tratando esse local com extrema delicadeza e o trabalho arqueológico feito por nossa equipe lá fora é incomparável. Estamos documentando e gravando inteiramente o local, que acreditamos que terá imenso significado histórico", disse.

Navios naufragados são de grande interesse para arqueólogos marinhos por causa das informações que eles podem obter sobre navegação, guerras e vida social do período em que as embarcações afundaram. Descobertas de destroços contendo tesouros são raras.

Reuters
Reuters - Reuters Limited - todos os direitos reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.