inclusão de arquivo javascript

 
 

Belga é condenado após recorde de álcool no sangue

27 de março de 2007 13h16 atualizado às 14h02

Um motorista belga detido pela Polícia com uma percentagem recorde de álcool no sangue, de 4,66 miligramas por litro, foi condenado hoje a pagar uma multa de 2.750 euros e a ficar seis meses sem licença para dirigir.

"Felicidades. O senhor é o recordista absoluto", disse o juiz ao infrator, acrescentando que esta não é a primeira vez que se encontra uma percentagem acima de quatro miligramas por litro de sangue, mas isto "costuma ocorrer durante uma autópsia".

O promotor do tribunal de Veurne afirmou que uma percentagem tão alta equivale a ingerir, sem interrupção, uma caixa de cerveja e duas garrafas de vinho.

O réu de 41 anos foi flagrado há quase dois anos dirigindo bêbado. Ele disse hoje ao juiz que está tentando deixar de beber e que vendeu o automóvel.

Na Bélgica, a percentagem máxima de álcool no sangue permitida para dirigir veículos é de 0,50 miligrama por litro.

EFE
EFE - Agência EFE - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agência EFE S/A.