inclusão de arquivo javascript

 
 

Mulher é encontrada após passar 19 anos na selva

18 de janeiro de 2007 13h06 atualizado às 14h32

Uma mulher que desapareceu na selva do Nordeste do Camboja ainda criança foi encontrada por autoridades após passar 19 anos vivendo no meio da mata. Segundo a Fox News, a polícia acredita que se trate de Rochom P'ngieng, agora com 27 anos.

» Correção: Mulher é achada após 19 anos
» Polícia encontra menino sumido em 2002
» Austríaca fica em cativeiro por 8 anos
» Encontradas francesas desaparecidas

Ela não fala nenhuma linguagem inteligível, por isso, os detalhes do que ocorreu nos últimos anos, por enquanto, não estão claras. "Ela é metade humana, metade animal", disse o chefe da polícia do distrito de Oyadao, na província de in Rattanakiri, Mao San.

Ele contou que a mulher dorme durante o dia e fica alerta à noite. O pai de Rochom P'ngieng, integrante da minoria étnica Pnong, diz que reconheceu a filha por uma cicatrize em suas costas e pelos traços faciais, segundo o policial. O pai da desaparecida, Sal Lou, é um policial de um vilarejo.

Rochom P'ngieng desapareceu em 1988, aos 8 anos, quando cuidava de um rebanho de búfalos em uma área remota da floresta. Ela foi encontrada há um mês quando o morador de um vilarejo notou que comida desapareceu ao ser deixada em uma merendeira perto de sua fazenda.

"Ele decidiu fazer uma busca pela área e viu uma figura humana nua, que parecia um animal da selva, comendo sua refeição", contou o líder local Chea Bunthoeun. O homem reuniu um grupo e capturaram a mulher no dia 13 de janeiro.

Redação Terra