inclusão de arquivo javascript

 
 

China usa cobras para prever terremotos

29 de dezembro de 2006 07h34

Cientistas na China desenvolveram uma nova forma de prever terremotos: a observação do comportamento incomum das cobras. Especialistas do bureau de sismologia em Nanning, na província de Guangxi, no sul do país, estão monitorando viveiros locais de cobras através de webcams em operação 24 horas por dia.

Eles dizem que as serpentes podem sentir um terremoto a uma distância de 120 quilômetros, até cinco dias antes do fenômeno ocorrer. Os animais reagem erraticamente, chegando a bater a cabeça contra as paredes em uma tentativa de fugir, dizem os cientistas.

"De todas as criaturas da Terra, as cobras talvez sejam as mais sensíveis a terremotos", disse Jiang Weisong, diretor do bureau de sismologia de Nanning ao jornal The China Daily.

Os répteis reagem com comportamento extremamente errático, afirma o técnico. "Quando um terremoto está em vias de ocorrer, as cobras saem de seus ninhos, mesmo no frio do inverno. Se o terremoto for forte, as cobras chegam a se jogar contra paredes ao tentarem escapar."

Nanning - uma área sujeita a abalos sísmicos - é uma das doze cidades chinesas monitoradas por equipamento sofisticado. Ela também possui 143 unidades de monitoramento animal. "Com a instalação de câmeras sobre ninhos de cobras, nós aprimoramos nossa habilidade de prever terremotos. O sistema pode ser ampliado para incluir outras partes do país para tornar nossas previsões mais precisas", disse Jiang Weisong.

A China é atingida por terremotos com freqüência. Em 1976, cerca de 250 mil pessoas morreram quando a cidade de Tangshan foi devastada por um abalo sísmico.

BBC Brasil
BBC Brasil - BBC BRASIL.com - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC BRASIL.com.