inclusão de arquivo javascript

 
 

Líder tâmil recebe prêmio por não-violência

12 de setembro de 2006 19h24

A Unesco atribuiu a Veerasingham Anadasangaree, presidente da Frente Unida de Libertação Tâmil (FULT), o prêmio Unesco-Madanjeet Singh para a promoção da tolerância e da não-violência, anunciou a organização das Nações Unidas em um comunicado publicado nesta terça-feira.

O prêmio foi atribuído pelo diretor-geral da Unesco, Koichiro Matsuura, por recomendação de um júri internacional composto pelo ex-presidente colombiano Andrés Pastrana Arango, pela presidente da Comissão para a Educação, a Ciência e a Cultura do Parlamento libanês, Bahia Hariri, pelo ex-premier indiano Inder Kumar Gujral, e por Serguei Markarov e Manu Dibango, Artistas da UNESCO para a Paz.

O Prêmio Unesco-Madanjeet Singh, de 100 mil dólares, foi criado em 1955 por ocasião dos 125 anos de nascimento de Mahatma Gandhi.

"Anadasangaree, presidente do FULT desde 2002, contribuiu para divulgar, em um espírito de diálogo, a causa dos tâmeis, tentando promover soluções não-violentas no Sri Lanka e elevando sua voz contra o terrorismo", destacou o comunicado da Unesco.

AFP
AFP - Todos os direitos de reprodução e representação reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.