inclusão de arquivo javascript

 
 

Presidente sírio questiona existência da Al-Qaeda

25 de maio de 2003 09h37

O presidente da Síria, Bashar Assad, disse hoje duvidar da existência da rede terrorista Al-Qaeda, responsável pelos atentados de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos, e os mais recentes ataques na Arábia Saudita e no Marrocos. "Existe mesmo uma rede Al-Qaeda? Ela estava no Afeganistão? Ainda existiria hoje?", declarou Assad. Osama Bin Laden "não pode usar o telefone ou a Internet, mas é capaz de direcionar mensagens para os quatro cantos do planeta? Isso não tem lógica".

Tal especulação é corriqueira no mundo árabe, que afirma que os Estados Unidos fabricaram ou exageraram na ameaça da Al-Qaeda e transformaram os muçulmanos em um perigo.

Washington tem constantemente acusado a Síria de abrigar integrantes da Al-Qaeda. A pressão norte-americana sobre a Síria aumentou durante a guerra no Iraque, que derrubou o regime de Saddam Hussein, também acusado de sustentar terroristas.

AP - Copyright 2007 Associated Press. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.