inclusão de arquivo javascript

 
 

Ex-preso de Guantánamo apresenta queixa por tortura

23 de junho de 2006 15h15

Khaled Ben Mustafá, um dos seis ex-presos franceses da base americana de Guantánamo, apresentou queixa por seqüestro e tortura e está exigindo indenização por danos e prejuízos, informou nesta sexta-feira um de seus advogados, Philippe Meilhac.

Este é o terceiro processo aberto por um francês que esteve preso em Guantánamo, depois das ações apresentadas pelas famílias de Nizar Sassi e Murad Benchellali. "Queremos que se reconheça o estatuto de vítima de nosso cliente, para que ele tenha direito à indenização", afirmou Meilhac.

Detido depois dos atentados de 11/9 na fronteira entre o Paquistão e o Afeganistão pelas autoridades paquistanesas, Ben Mustafá foi entregue às autoridades americanas. Depois de ficar preso no Paquistão e Afeganistão, foi transferido em fevereiro de 2002 para Guantánamo (Cuba), onde passou três anos.

AFP
AFP - Todos os direitos de reprodução e representação reservados. Clique aqui para limitações e restrições ao uso.