3 eventos ao vivo

Exército egípcio bloqueará eventual Estado islâmico, diz senador americano

As forças armadas do Egito evitarão que os islâmicos controlem o governo desse país, disse o senador republicano Lindsay Graham, que completou que os americanos não devem se envergonhar de apoiar os militares egípcios.

1 fev 2011
17h32

WASHINGTON, 1 Fev 2011 (AFP) -As forças armadas do Egito evitarão que os islâmicos controlem o governo desse país, disse o senador republicano Lindsay Graham, que completou que os americanos não devem se envergonhar de apoiar os militares egípcios.

"Todo americano deveria apreciar o fato de que durante anos proporcionamos ajuda às forças armadas egípcias em termos de equipamento e treinamento, porque essas forças são nossa melhor carta para assegurarmos que o Egito não se torne um Estado radical", disse Graham.

Consultado pelos jornalistas se queria dizer que o exército teria de intervir caso os egípcios pronunciassem um governo islâmico, o senador respondeu: "creio que o exército egípcio protegerá o povo egípcio de se tornar um Estado islâmico radical".

"Essa é minha esperança, essas são minhas espectativas", completou Graham, integrante do Comitê das Forças Armadas do Senado. "Assim, o fato de termos proporcionado ajuda aos militares não é algo de que devemos nos envergonhar", completou.

Graham também defendeu a forma com a qual a secretária de Estado, Hillary Clinton, lidou até agora com a crise, ao afirmar que fez "um bom trabalho", apesar de pedir a concepção de um plano global para fomentar uma transição política pacífica.

ok/jm/lb

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

publicidade
publicidade