3 eventos ao vivo

Video mostra caos em avião antes da queda, diz revista

Vídeo foi obtido pela revista francesa Paris Match, mas as imagens não foram divulgadas

31 mar 2015
16h05
atualizado às 16h21
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Logomarca da companhia aérea Germanwings no aeroporto de Duesseldorf. 24/03/2015
Logomarca da companhia aérea Germanwings no aeroporto de Duesseldorf. 24/03/2015
Foto: Ralph Orlowski / Reuters

Um vídeo gravado pelo celular de uma das pessoas a bordo mostra os últimos instantes do voo 4U9525, da companhia aérea alemã Germanwings, que se chocou contra os Alpes franceses no último dia 24 de março.

A gravação foi recuperada nos escombros por alguém próximo às investigações do desastre e obtida com exclusividade pela revista Paris Match, que, no entanto, não a divulgou. Segundo a publicação, a procedência das imagens não "dá lugar a dúvidas".

Siga o Terra no Twitter

O vídeo apresenta uma cena "caótica", onde não é possível distinguir ninguém, a não ser os gritos dos passageiros. De acordo com a revista, é possível ouvir as pessoas falando "meu Deus" em vários idiomas e, em pelo menos três ocasiões, golpes metálicos.

Isso fortalece a tese do jornal alemão Bild de que o comandante da aeronave teria tentado abrir a porta da cabine com um machado. Ainda segundo a Paris Match, os gritos se intensificaram após uma sacudida mais forte, provavelmente o choque de uma das asas contra uma montanha, até que não há mais nada.

O acidente 
O avião Aibus A320 da companhia aérea Germanwings caiu na terça-feira (24) na região dos Alpes franceses, perto da cidade de Barcelonnette, a cerca de 100 quilômetros ao norte de Nice. A aeronave carregava 144 passageiros e seis tripulantes. Todas morreram. O copiloto da aeronave, Andreas Lubitz, é acusado de derrubá-la de propósito. 

O voo 4U9525 saiu de Barcelona, Espanha, em direção à cidade alemã de Düsseldorf, e desapareceu após 46 minutos da decolagem, por volta das 11h locais, após emitir mensagem de socorro.

Fonte: ANSA Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade