publicidade
19 de agosto de 2013 • 17h58 • atualizado às 18h10

Vida extravagante de jovem milionário brasileiro causa polêmica em Portugal

 

O estilo de vida do jovem milionário brasileiro Lorenzo Carvalho, cheio de ostentação em um país em crise como Portugal, levou o piloto da GT3 aos jornais e programas de TV portugueses de máxima audiência.

A fama do extravagante jovem aumentou desde que a atriz canadense Pamela Anderson compareceu como distinta convidada ao seu aniversário de 22 anos no Algarve, em julho.

A festa, celebrada em uma boate, custou 300 mil euros (cerca de R$ 941 mil) e recebeu também convidados de diversos meios de comunicação.

Embora Lorenzo já tenha protagonizado outras reportagens, foi esta festa, na qual a estrela de "S.O.S Malibu" compareceu recebendo apenas as passagens e a estadia, sem pagamentos adicionais, o que aumentou a polêmica.

Convidado para participar do jornal de máxima audiência de uma emissora de Portugal, a apresentadora Judite de Sousa usou seu habitual tom incisivo para criticar o estilo de vida do milionário em um país onde, segundo lembrou, 40% dos jovens estão desempregados.

Nos sites e nas redes sociais, a opinião era de que a apresentadora não foi correta e não pareceu lembrar que, apesar de seu salário não chegar à fortuna de Carvalho, ela também tem uma renda muito acima da média portuguesa, recebendo 16 mil euros (cerca de R$ 50 mil) por ano.

"Acho do fundo do meu coração que ela não foi mal-intencionada, mas entendo as interpretações que geraram a polêmica e por isso agradeço a todos pelas centenas de mensagens de carinho", disse Lorenzo.

Acostumado com as críticas, o jovem, casado e com um filho, não se considera "fútil" e sim seguidor de valores familiares e com uma cultura adquirida através de suas múltiplas viagens pelo mundo, que vê como "a melhor escola", uma vez que abandonou os estudos aos 16 anos.

Nascido em Goiás, de mãe brasileira e de pai luso-brasileiro, Lorenzo passou seus primeiros anos em São Paulo e se mudou para Milão quando seus pais decidiram afastar-se do momento complicado que viviam no país, quando uma sequência de acidentes acabou com a vida de diferentes membros da família.

Em 2012, em sua mudança a Portugal, chegaram também seus carros de luxo, vários da marca Ferrari, comprados com a fortuna familiar procedente dos negócios de compra e venda de pedras preciosas e da indústria cosmética.

O jovem dirigiu uma Ferrari pela primeira vez aos 17 anos e agora é piloto da marca na GT3, embora estas caras corridas sejam bancadas pelos seus patrocinadores e não por ele, como esclareceu Lorenzo.

Além de sua queda por carros e festas luxuosas - ele gasta em torno de mil euros (cerca de R$ 3,1 mil) em cada garrafa de champanhe-, Lorenzo também chama a atenção por suas roupas exclusivas, por suas joias chamativas e por cobrir seu corpo com tatuagens, como a palavra "família" ou o rosto do boxeador Mike Tyson.

Para compensar esta imagem de esbanjador, Lorenzo colabora com projetos como os da organização Terra dos Sonhos, encarregada de atender pedidos de crianças doentes, e doará os lucros do primeiro ano de vendas das camisetas da sua marca, Understand 69.

Sua imagem é tão contraditória quanto o lema com o qual Lorenzo se identifica: "Angel's face, devil's body" ("Rosto de anjo, corpo de demônio").

EFE EFE - Agencia EFE - Todos os direitos reservados. Está proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da Agencia EFE S/A.