1 evento ao vivo

Veja fotos ampliadas da tragédia com o submarino Kursk

12 ago 2010
08h47
atualizado às 11h36

No dia 12 de agosto de 2000, o submarino nuclear russo Kursk foi atingido por duas explosões enquanto fazia uma série de exercícios militares no Mar de Barents, ao norte da Rússia e da Noruega. O impacto foi tão grande que houve registros em sismógrafos do norte da Europa. O submarino foi preenchido por chamas, o que matou a maioria dos seus 118 tripulantes. Pelo menos 23 pessoas conseguiram se refugiar em um compartimento, mas morreram depois.

O submarino Kursk afundou no Mar de Barents em agosto de 2000, por razões nunca esclarecidas, deixando 118 mortos
O submarino Kursk afundou no Mar de Barents em agosto de 2000, por razões nunca esclarecidas, deixando 118 mortos
Foto: AFP

»Veja fotos ampliadas da tragédia com o submarino Kursk

Dez anos depois da tragédia, os motivos ainda não estão claros. Entre as primeiras teorias, as mais prováveis apontavam a culpa para uma grande explosão, uma colisão com o fundo do mar ou um choque contra outra embarcação. Em agosto de 2001, o governo russo divulgou que o naufrágio foi provocado pela explosão de um de seus torpedos, mas a causa não foi esclarecida.

Fonte: Redação Terra
publicidade