2 eventos ao vivo

Europa

Suspeito é morto e reféns de mercado são liberados em Paris

AP

Quatro reféns teriam sido mortos, três deles antes da invasão da polícia

9 jan 2015
14h33
atualizado às 21h15
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

As pessoas que eram feitas reféns em um mercado judaico no leste de Paris foram liberadas após a invasão da polícia, na tarde desta sexta-feira. O sequestrador Amedy Coulibaly e quatro reféns teriam sido mortos, todos antes da invasão da polícia. Segundo uma fonte de segurança, outras quatro pessoas teriam ficado gravemente feridas.

Hayat Boumeddien, que estaria colaborando com Coulibaly está desaparecida.  De acordo com o jornal francês Le Monde, os dois seriam namorados.

Reféns do supermercado judaico são liberados
Reféns do supermercado judaico são liberados
Foto: Twitter / AFP

Hayat Boumeddiene e Amedy Coulibaly mantinham dez reféns no supermercado Hyper Cacher, entre eles, mulheres e crianças, de acordo com o jornal The Telegraph.

Ambos foram identificados pela polícia como os responsáveis pelo tiroteio desta quinta-feira, na periferia de Paris, que deixou uma policial morta.

Quatro reféns teriam morrido
Quatro reféns teriam morrido
Foto: Twitter

De acordo com a agência de notícias AFP, Coulibaly conheceu ao menos um dos suspeitos do atentado contra a revista Charlie Hebdo. Ele foi visto com o suspeito do ataque contra a revista satírica Cherif Kouachi em 2010 durante a investigação sobre a tentativa de fuga de uma prisão na França. Ele foi condenado por seu papel e é bem conhecido da polícia antiterrorista.

Foto: Terra

O homem e a mulher teria sido responsáveis pelos dois ataques na cidade de Paris
O homem e a mulher teria sido responsáveis pelos dois ataques na cidade de Paris
Foto: Twitter

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade