0

Snowden diz não estar representado por seu pai ou pelo advogado dele

16 ago 2013
12h13

O ex-consultor da inteligência americana Edward Snowden, acusado de espionagem por seu país, declarou que nem seu pai, nem o advogado dele, falam em seu nome, segundo um comunicado publicado nesta sexta-feira em um jornal digital.

"Gostaria de esclarecer um ponto: fui afortunado em dispor de assessoramento legal de uma equipe internacional de alguns dos melhores advogados do mundo, e em trabalhar com jornalistas cuja integridade e coragem estão acima de qualquer dúvida", expressou Snowden em um comunicado à página do The Huffington Post.

"Mas nem meu pai, seu advogado Bruce Fein, nem sua esposa Mattie Fein me representam de modo algum".

"Chamou-me a atenção que órgãos de imprensa que buscam informação sobre minha atual situação, devido às dificuldades para me conectar diretamente, foram erroneamente orientados por indivíduos associados ao meu pai a publicar informações falsas sobre minha situação", declarou Snowden, explicando as razões pelas quais decidiu emitir o comunicado.

O ex-consultor da Agência Nacional de Segurança (NSA) americana recebeu asilo na Rússia no dia 1º de agosto, depois de passar mais de cinco semanas na zona de trânsito de um aeroporto de Moscou, evitando, assim, sua extradição aos Estados Unidos.

Washington busca julgar Snowden, de 30 anos, sob as acusações de espionagem, depois que o americano vazou milhares de documentos sobre programas secretos americanos de espionagem de comunicações telefônicas e por internet.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

publicidade
publicidade