0

Sarkozy admite derrota e diz querer o melhor para a França

6 mai 2012
15h30
atualizado às 18h35

Em um discurso curto e emocionado, o ex-presidente da França Nicolas Sarkozy admitiu a derrota ao socialista François Hollande e rememorou seus cinco anos de governo. "Desde o início, dei meu melhor para proteger o povo francês da crise opressiva que atingiu o mundo nos últimos anos. Deixo a presidência com um amor ainda maior pela França."

Veja discurso em que Sarkozy assume derrota para Hollande

Acompanhe a cobertura exclusiva do Terra nas eleições francesas
Esquerda nunca esteve tão forte na França desde a Revolução
Pesquisa: socialista Hollande é eleito o novo presidente da França


Indecisos e extrema direita definem eleição na França
Extrema direita prega expulsão de muçulmanos nas ruas de Paris
Com 18%, partido xenófobo quer ser a direita "normal" da França

Sarkozy foi ovacionado por seus eleitores e interrompido diversas vezes. Reduzindo o tom agressivo que marcou o último debate com seu então adversário, ele agradeceu aos eleitores e se disse honrado por ter governado o país. "Hollande é o novo presidente da França e deve ser respeitado", declarou Sarkozy a seus partidários em Paris.

Exaltando a França e os franceses, Sarkozy agradeceu o apoio que recebeu e afirmou que continuará se envolvendo nos rumos do país. "Vocês ainda podem contar comigo para lutar pelos seus ideias, porém meu lugar não será mais o mesmo - após anos vivendo com a responsabilidade de governar", disse Sarkozy.

Sarkozy também comunicou a seus partidários, recebidos no Palácio Presidencial, que não liderará a luta para as eleições legislativas, previstas para 10 e 17 de junho. "Não se dividam, permaneçam unidos. É preciso vencer a batalha das legislativas. Podemos ganhar. O resultado (deste domingo) foi honroso. Mas não vou liderar esta campanha", disse o presidente aos líderes do seu partido, a União por um Movimento Popular (UMP).

Hollande representa volta da esquerda ao poder

O anúncio foi feito cerca de 30 minutos minutos depois de divulgados os resultados de boca de urna na França, às 20h (15h em Brasília). Hollande venceu o segundo turno das eleições presidenciais francesas com 51,9% dos votos, contra 48,1% para o até então presidente, Nicolas Sarkozy.

A vitória de Hollande marca o retorno da esquerda à presidência da França, 17 anos após o fim do segundo mandato do ex-presidente socialista François Mitterrand, em 1995. Mitterrand - a principal inspiração do agora presidente eleito - foi sucedido pelo conservador Jacques Chirac (1995-2007), e depois por Nicolas Sarkozy (2007-2012), ambos do partido de direita União por um Movimento Democrático.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade