1 evento ao vivo

Reino Unido suspende proibição de doação de sangue por gays

8 set 2011
11h27
atualizado às 11h48

O Ministério de Saúde britânico anunciou nesta quinta-feira que a partir do dia 7 de novembro será suspensa a atual proibição de doação de sangue imposta aos homossexuais, que tinha o objetivo de prevenir o risco de contaminação pela aids.

A medida está em conformidade com as recomendações do chamado "Comitê Assessor de Segurança do Sangue", que estipula que homossexuais que não tiveram relações sexuais durante o período de um ano podem doar sangue.

As restrições haviam sido estabelecidas nos anos 80, como medida de precaução. Entretanto, os últimos estudos médicos apresentados ao governo britânico indicam que já não há justificativa para uma regulamentação deste tipo.

Entre os motivos da suspensão está a melhoria nas análises clínicas de sangue. Atualmente, todo o sangue que é doado, passa por uma análise do serviço nacional de sangue, para verificar uma possível presença do vírus HIV.

De acordo com especialistas, é impossível detectar o vírus durante um período após a infecção. Por isso, vários países haviam suavizado as proibições, levando em conta o tempo passado desde a última vez em que um homem manteve relações íntimas com outro.

Além dos gays, também são proibidas de doar sangue no Reino Unido pessoas que foram sexualmente ativas em países onde a incidência da doença é grande.

No início deste ano, o sindicado das enfermeiras votou a favor da suspensão da proibição aos homossexuais.

EFE   
publicidade