5 eventos ao vivo

Reino Unido estuda ações legais contra Espanha por problemas em Gibraltar

12 ago 2013
09h37
atualizado às 09h39

O Reino Unido estuda tomar possíveis "medidas legais" contra a Espanha pela persistência dos controles na fronteira com Gibraltar, disse nesta segunda-feira um porta-voz do Executivo britânico.

"Estamos considerando que ações legais são possíveis", disse o porta-voz, que reconheceu que isso se trataria de "um passo sem precedentes" e que é preciso estudá-lo "com cuidado".

Londres cogita apelar para a Justiça depois que o governo espanhol não suspendeu no último fim de semana os controles rígidos na fronteira com Gibraltar, segundo o governo britânico.

Por causa desses controles, ocorreram atrasos de até duas horas no último fim de semana, informou hoje a emissora britânica "BBC".

"Claramente, o primeiro-ministro está decepcionado porque a Espanha não suspendeu os controles fronteiriços adicionais neste fim de semana", disse o porta-voz britânico.

O governo do Reino Unido não detalhou que tipo de medida legal está cogitando tomar, mas confirmou que a mesma seria tramitada no âmbito da União Europeia (UE).

Segundo Londres, as ações da Espanha têm "uma motivação política" e são "totalmente desproporcionais" e, portanto, ilegais em virtude da legislação britânica.

"Se escolhemos este caminho (a Justiça), com segurança pressionaremos à UE para que se encarregue deste caso como assunto de urgência", acrescentou o porta-voz oficial.

Reino Unido e Espanha estão imersos em um conflito diplomático devido aos atrasos gerados pelos controles na fronteira com Gibraltar, que começaram depois que as autoridades do Estreito decidiram construir um recife artificial, que Madri acredita que pode atrapalhar seus navios pesqueiros.

Londres assegurou ontem que sua posição em relação a Gibraltar "não mudou" e que é "consistente" com sua "política em outros territórios ultramarinos".

Uma porta-voz do Ministério das Relações Exteriores britânico fez essas declarações depois da divulgação que Madri estuda levar o conflito de Gibraltar à ONU e outros fóruns internacionais.

Uma embarcação da Marinha britânica partirá amanhã para Gibraltar para um exercício militar rotineiro e anual, segundo o governo britânico.

EFE   
publicidade