1 evento ao vivo

Rei da Espanha é críticado por caçar elefantes na África durante crise

15 abr 2012
15h28
atualizado às 15h29

O rei da Espanha, Juan Carlos I, era alvo de fortes críticas neste domingo pela imprensa local por ter participado de uma caça de elefantes em Botswana em um momento de forte crise econômica em seu país. A imprensa divulgou os custos da viagem e criticou a falta de transparência da Casa Real, três meses após ter prometido apresentar suas receitas por um caso de corrupção envolvendo o enteado do rei.

A viagem real da semana passada teria permanecido secreta - se Juan Carlos não tivesse tropeçado em um degrau e fraturado uma costela. O rei acabou tendo de ser transferido de maneira emergencial para Madri para realizar uma cirurgia.

Na semana passada, Juan Carlos cancelou uma reunião com o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, porque ele já teria partido para Botswana, segundo jornais espanhóis.

"Foi uma viagem irresponsável, no pior momento possível", afirmou o jornal El Mundo em editorial. "A imagem de um monarca caçando elefantes na África num momento em que crise econômica cria tantos problemas para os espanhóis é um exemplo muito ruim", emendou. Muitos jornais e canais de televisão divulgaram uma imagem do rei ao lado de um elefante morto em 2006, numa viagem similar a Botswana, em 2006.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade