0

Protestos na Turquia deixam centenas de feridos e quase 1 mil são presos

Informações sobre o número de feridos e de mortos nas manifestações contra o governo em 90 localidades ainda são desencontradas, mas as cenas de violência continuam

1 jun 2013
17h43
atualizado às 17h52
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Manifestantes fogem do gás lacrimogênio lançado pela polícia em Istambul</p>
Manifestantes fogem do gás lacrimogênio lançado pela polícia em Istambul
Foto: AFP

O ministro da Justiça da Turquia confirmou a prisão de 939 pessoas em mais de 90 diferentes protestos espalhados pelo país nos últimos dois dias. ONGs citadas pela agência russa RT denunciam que os confrontos deixaram quase 1 mil feridos e pelo menos seis mortos, informação que não é confirmada pelas fontes oficiais.

As manifestações começaram em Istambul na sexta-feira, contra a remoção de um parque para construção de um shopping, mas o movimento cresceu depois que a polícia reagiu com violência para terminar com o protesto.

Novas manifestações foram convocadas em 48 províncias turcas. O presidente Abdullah Gül disse, ainda na sexta-feira, que os protestos tinham chegado a um nível “preocupante”. As forças de segurança usaram bombas de gás lacrimogêneo e jatos de água para tentar dispersar os manifestantes.

Pelas redes sociais, opositores postavam palavras de ordem contra o primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan, a quem acusam de ser autoritário. Na semana passada, o governo proibiu a venda e a publicidade de bebidas alcóolicas, o que despertou a ira de grupos de oposição ao atual regime.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade