PUBLICIDADE

Proposta para sepultar Lenin após 88 anos gera polêmica na Rússia

Publicidade
Corpo de Lenin embalsamado, exposto em mausoléu na Praça Vermelha. O novo ministro da Cultura russo, Vladimir Medinsky, surpreendeu o país ao defender a quebra da tradição de um dos principais símbolos da memória comunista: ele é favorável ao enterro do corpo do primeiro presidente da União Soviética
Corpo de Lenin embalsamado, exposto em mausoléu na Praça Vermelha. O novo ministro da Cultura russo, Vladimir Medinsky, surpreendeu o país ao defender a quebra da tradição de um dos principais símbolos da memória comunista: ele é favorável ao enterro do corpo do primeiro presidente da União Soviética
Foto: AFP
Publicidade