0

Príncipe Friso da Holanda será enterrado perto do castelo de sua mãe

13 ago 2013
14h31
atualizado às 14h39
  • separator
  • comentários

O príncipe Friso da Holanda, irmão do rei Willem-Alexander e que morreu na segunda-feira pelas sequelas de um acidente de esqui, será enterrado na sexta-feira perto do castelo de sua mãe, Beatrix, indicou a família real holandesa.

<p>O príncipe holandês Johan Friso, que morreu em consequência de um acidente de esqui sofrido em fevereiro de 2012</p>
O príncipe holandês Johan Friso, que morreu em consequência de um acidente de esqui sofrido em fevereiro de 2012
Foto: Michael Kooren / Reuters

"O enterro de Sua Alteza Real o príncipe Friso irá ocorrer no dia 16 de agosto ao meio-dia em Lage Vuursche na intimidade", indicou um comunicado.

O príncipe, que tinha 44 anos, será enterrado perto do castelo de sua mãe, Beatrix - que foi rainha até sua abdicação, em abril -, em um cemitério adjacente à Igreja onde o funeral será celebrado.

O castelo se localiza em Lage Vuursche, um povoado do centro da Holanda. Beatrix, que ainda vive no palácio real de Haia desde que abdicou, no dia 30 de abril, em favor de seu filho mais velho, Willem-Alexander, deve se instalar no local em breve.

Johan Friso, que se casou sem a aprovação do governo com Mabel Wisse Smit e teve duas filhas, Luana e Zaria, de 8 e 7 anos, não formava parte oficialmente da família real holandesa e não será enterrado na Nieuwe Kerk (Nova Igreja) de Delft, onde estão a maioria dos membros da realeza.

Apesar de seu casamento não autorizado, conservou o título de Príncipe de Orange-Nassau, mas não podia aspirar ao trono.

O segundo dos três filhos de Beatrix morreu na segunda-feira no Palácio de Haia pelas complicações de um acidente de esqui sofrido no dia 17 de fevereiro de 2012 em Lech, no oeste da Áustria.

Friso, esquiador experiente, foi atingido por uma avalanche junto a um amigo em uma pista não delimitada e ficou soterrado durante 20 minutos até ser resgatado.

Depois permaneceu em coma até mostrar finalmente "sinais de um estado de consciência muito fraco" em novembro, embora desde então seu estado não tenha evoluído.

No dia 9 de julho foi transferido do hospital Wellington de Londres ao palácio real holandês, onde passaria o verão sob a supervisão de uma equipe médica.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade