5 eventos ao vivo

Presidente italiano repudia atentados na Noruega

22 jul 2011
16h11
atualizado às 19h08

O presidente da Itália, Giorgio Napolitano, classificou os ataques desta sexta-feira realizados em Oslo de "sangrentos e vis atos terroristas" e expressou sua solidariedade com o povo norueguês.

Em mensagem emitida pela chefia de Estado, Napolitano manifestou sua proximidade ao povo norueguês nessas "trágicas circunstâncias" e se uniu ao país escandinavo em sua rejeição a qualquer forma de violência e em seu compromisso "a favor da razão, da paz e do diálogo".

Napolitano manifestou sua consternação com o incidente e transmitiu suas condolências ao rei Harald da Noruega em seu nome e em nome do povo italiano.

Na mesma linha, o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, enviou uma mensagem a seu colega norueguês, Jens Stoltenberg, no qual expressou seu profundo pesar pelas vítimas no ataque terrorista que castigou o país escandinavo nesta sexta-feira.

Pelo menos sete pessoas morreram e outras 15 ficaram feridas no atentado cometido por um carro-bomba no distrito governamental de Oslo.

Pouco depois, pelo menos outras quatro pessoas teriam morrido, segundo testemunhas, num tiroteio em um acampamento da juventude trabalhista da Noruega na ilha de Utøya.

EFE   
publicidade