0

Polônia: 1º ministro convoca governo após morte de Kaczynski

10 abr 2010
07h07
atualizado às 07h50

O primeiro-ministro polonês, Donald Tusk, convocou neste sábado sessão de urgência do governo, após a morte do presidente Lech Kaczynski, 60 anos, que estava no avião que caiu quando se aproximava do aeroporto russo de Slomensk.

Imagem mostra parte da fuselagem da aeronave que caiu na Rússia e matou o presidente polonês
Imagem mostra parte da fuselagem da aeronave que caiu na Rússia e matou o presidente polonês
Foto: Reuters

Segundo informou o porta-voz do governo, Pawel Grass, Tusk está a caminho de Varsóvia e em comunicação constante com o presidente do Parlamento, Brolislaw Komorowski, quem de acordo à Constituição polonesa assumirá interinamente a presidência.

A morte de Kacynski, presidente polonês desde 2005, foi confirmada por fontes russas pouco depois do acidente, que ocorreu após a queda do Tupolev 154 no qual o governante viajava na companhia de sua mulher, Maria, e uma delegação do primeiro escalão de governo.

Kaczynski e o restante da comitiva seguiam para as celebrações em memória dos soldados poloneses assassinados pelos serviços secretos soviéticos, em Katyn, há 70 anos.

No acidente teriam morrido todos os passageiros. Segundo a promotoria russa, seriam 132 pessoas, mas outras fontes contabilizam 87 vítimas.

O acidente ocorreu quando a aeronave se aproximava do aeroporto, aparentemente sob um denso nevoeiro. As primeiras informações em Varsóvia apontam para uma colisão do avião contra árvores nos arredores da pista, o que provocou a queda, seguida de uma explosão. As autoridades russas negam que tenha havido explosão.

EFE   
publicidade