1 evento ao vivo

Polícia prende 75 por facilitarem imigração ilegal na Europa e nos EUA

10 ago 2013
07h25
atualizado às 08h58
  • separator
  • 0
  • comentários

Policiais da Espanha e da França prenderam 75 pessoas - 51 em território espanhol e 24 no país vizinho - por facilitarem a entrada ilegal de chineses em diversos países europeus e nos Estados Unidos através de uma rede que cobrava dos imigrantes entre 40 mil e 50 mil euros. Entre os detidos, segundo informações da Direção Geral da Polícia espanhola, se encontram os principais responsáveis da organização no Velho Continente, localizados em Barcelona.

Sob identidades falsas, a rede recebia os chineses na Espanha, na França, na Grécia, na Itália, no Reino Unido, na Irlanda e na Turquia, mas também nos EUA, e em algumas ocasiões as vias abertas pela rede para a atividade eram também utilizadas para tráfico humano com fins de exploração sexual. Durante a operação, a Polícia apreendeu 81 passaportes falsificados de países asiáticos como Coreia do Sul, Malásia, Japão e Cingapura.

As investigações começaram em julho de 2011, e, segundo a polícia, a própria composição da organização as dificultou, já que seu principal responsável estava na China e tinha células independentes que operavam em diferentes países com máxima discrição.

Membros da rede captavam na China pessoas interessadas em deixar seu país e se mudarem para a Europa ou os EUA. Em troca de uma dívida que oscilava entre os 40 mil e os 50 mil euros, a rede fornecia passaportes falsos e encarregava uma ou mais pessoas para acompanhar os imigrantes durante toda a viagem.

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade