0

Papa Bento XVI almoça com 350 pobres no Vaticano

26 dez 2010
11h41
atualizado às 15h08

O papa Bento XVI almoçou neste domingo com 350 pessoas carentes que vivem em Roma, entre eles um muçulmano e um chinês, na Sala Paulo XVI do Vaticano.

Em sua tradicional mensagem de Natal, Bento 16 encorajou católicos no Iraque e na China a resistirem a perseguições
Em sua tradicional mensagem de Natal, Bento 16 encorajou católicos no Iraque e na China a resistirem a perseguições
Foto: AP

Os convidados do pontífice foram pessoas pobres e imigrantes sem-teto, que recebem cuidados das Missionárias da Caridade, a congregação fundada pela beata madre Teresa de Calcutá (1910-1997).

"Queridos amigos, o Papa gosta de vocês, tem vocês no coração, envolve a todos em um abraço paterno e reza por vocês", disse Bento XVI no discurso que pronunciou durante o almoço, informou o Vaticano.

O papa ressaltou a figura da madre Teresa de Calcutá. Segundo ele, a beata, que "viveu de maneira humilde por amor a Deus", dizia que seu "maior prêmio era amar Jesus e servi-lo por meio dos pobres". Madre Teresa, acrescentou Bento XVI, dá aos homens a certeza de que "Deus jamais nos abandona".

O almoço foi realizado no mesmo lugar onde o papa costuma fazer suas refeições com os cardeais em momentos importantes da Igreja. No dia 5 de janeiro, o papa Bento XVI deverá visitar crianças doentes do hospital Gemelli, de Roma, na vigília da festividade dos Reis Magos.

EFE   
publicidade