0

Noruega faz um minuto de silêncio pelas vítimas do massacre

25 jul 2011
07h58
atualizado às 10h13

A família real da Noruega, o chefe de governo e milhares de pessoas anônimas fizeram nesta segunda-feira um minuto de silêncio ao meio-dia (10h GMT) em homenagem aos 93 mortos no massacre que deixou o país de luto na sexta-feira.

Presentes na corte onde Anders Behring Breivik se apresentará fazem um minuto de silêncio antes da sua chegada
Presentes na corte onde Anders Behring Breivik se apresentará fazem um minuto de silêncio antes da sua chegada
Foto: Reuters

Da Bolsa de Oslo aos aeroportos, passando pelas estações de trem, o país escandinavo, ainda bastante chocado, paralisou suas atividades brevemente.

Tragédia na Noruega
A Noruega viveu na última sexta-feira, dia 22, a maior tragédia do país desde a Segunda Guerra Mundial. Dois atentados deixaram, até o momento, um saldo de 93 mortos. Primeiro, uma bomba explodiu no centro da capital, Oslo, na região onde estão localizados vários prédios governamentais, inclusive o escritório do premiê, Jens Stoltenber. Sete pessoas morreram, mas a polícia admite possa haver corpos não resgatados nos prédios.

A segunda tragédia aconteceu em uma ilha próxima da capital, Utoya. Lá, Anders Behring Breivik, um homem de 32 anos vestido com uniforme da polícia, abriu fogo contra jovens reunidos em um acampamento de verão. Ao menos 86 morreram, a maioria pelos tiros disparados. Alguns outros morreram afogados após tentarem fugir nadando. Anders foi detido logo depois, pela polícia, e admitiu o crime. O atirador, que é ligado à extrema-direita e publicou um manifesto na internet chamando à violência contra muçulmanos e comunistas, também tem envolvimento no ataque em Oslo. Ele deve prestar depoimento na segunda-feira.

AFP

Colaborou com esta notícia a internauta Adriana Fiedler, de Oslo (Noruega), que participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui.

vc repórter
publicidade