PUBLICIDADE

Moscou prepara resposta ao escudo antimísseis dos EUA, diz jornal

14 out 2011 03h10
| atualizado às 03h29
Publicidade

Moscou já trabalha em uma resposta militar ao escudo antimísseis dos Estados Unidos, uma vez que Washington reconheceu oficialmente que não dará garantias jurídicas de que seus mísseis não apontarão para a Rússia, revelou uma autoridade do Kremlin em entrevista publicada nesta sexta-feira pelo diário Kommersant.

"Em linhas gerais, já sabemos o que é preciso fazer. Nossa resposta (militar) será barata, mas excepcionalmente efetiva", antecipou o funcionário do Kremlin ao jornal russo.

Para a Rússia, "as intenções dos americanos são cada vez mais óbvias: pretendem construir o escudo antimísseis sem levar em conta nossa postura". A autoridade russa ressaltou que nem sequer as garantias jurídicas, se fossem oferecidas em última instância, satisfariam a Rússia neste momento.

"Já não nos conformaríamos, uma vez que estas garantias teriam uma validade máxima de cinco anos. O próximo presidente (dos Estados Unidos) poderia anulá-las", explicou.

Na quarta-feira, o diretor do departamento russo do Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Michael McFaul, indicou no Congresso americano que as exigências da Rússia em matéria de defesa antimísseis não podem ser assumidas por Washington, pelo que as negociações se encontram em ponto morto.

EFE   
Publicidade