0

Merkel visitará campo de extermínio nazista de Dachau

14 ago 2013
12h25
atualizado às 12h45
  • separator
  • comentários

Angela Merkel irá, na próxima semana, se tornar a primeira chanceler da Alemanha a visitar o antigo campo de concentração nazista de Dachau, anunciou seu porta-voz nesta quarta-feira.

A líder vai viajar para o memorial localizado próximo à cidade de Munique na terça-feira e, depois de fazer um breve discurso, vai colocar uma coroa de flores e visitar que restou do local. "Esta é a primeira vez que um chefe do governo alemão vai visitar este memorial do campo de concentração", disse a jornalistas o porta-voz, Steffen Seibert. Ela será acompanhada pelo diretor do antigo campo, o sobrevivente do holocausto Max Mannheimer e pelo ministro da Educação do estado da Baviera, Ludwig Spaenle.

Os nazistas tornaram Dachau um campo de concentração para prisioneiros políticos em março de 1933, poucas semanas depois de Adolf Hitler assumir o poder. Foi o primeiro campo da Alemanha e serviu de modelo para todos os seguintes. Mais de 200 mil judeus, homossexuais, ciganos, opositores políticos, deficientes e p isioneiros de guerra foram presos em Dachau durante a Segunda Guerra Mundial. Cerca de 41 mil pessoas foram assassinadas, morreram de fome ou por causa de doenças, antes que as tropas americanas acabassem com o campo, em abril de 1945.

A viagem de Merkel para Dachau ocorrerá duas semanas antes de um gesto histórico de reconciliação planejado pelo presidente alemão, Joachim Gauck, em Oradour-sur-Glane, na França, local de uma atrocidade nazista durante a Segunda Guerra Mundial. Gauck será o primeiro chefe de Estado alemão a prestar homenagens em Oradour-sur-Glane, uma aldeia central que foi quase dizimada em um massacre da SS, em 10 de junho de 1944.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
  • separator
  • comentários
publicidade