0

Mecânico transforma Kombi em carro funerário, morre e é 1º a usá-lo

9 out 2012
08h34
atualizado às 08h52

Um mecânico britânico parece ter previsto a própria morte. Mick McDonald, 50 anos, transformou uma Kombi em um carro funerário para o amigo Car Bell. No fim de setembro, pouco antes de concluir a tarefa, McDonald brincou dizendo que o trabalho iria matá-lo. Ele acabou sendo vítima de um ataque cardíaco e, no dia 28 de setembro, se tornou o primeiro a usar o carro funerário que ele mesmo havia criado.

Carl Bell achou que seria uma homenagem para o amigo transportá-lo na Kombi que ele mesmo havia transformado
Carl Bell achou que seria uma homenagem para o amigo transportá-lo na Kombi que ele mesmo havia transformado
Foto: Reprodução

O mecânico passou a vida restaurando carros antigos e estava feliz em ajudar o amigo em sua nova invenção: "um veículo branco para deixar os funerais menos tristes", como explicou Bell ao jornal britânico Daily Mail.

Porém, ao concluir a tarefa, McDonald sofreu uma parada cardíaca e morreu. O melhor amigo achou que seria uma homenagem transportar o corpo no veículo que o mecânico tinha transformado em carro funerário. E assim foi: o corpo de McDonald foi levado na Kombi do funeral em Darlington até o crematório de Middlesbrough.

Veja também:

Coronavírus: Por dentro de uma UTI de um hospital lutando contra a covid-19
Fonte: Terra
publicidade