6 eventos ao vivo

Juiz considera prisão perigosa demais e livra travesti

15 jul 2010
11h30

Um travesti de Manchester, na Inglaterra, livrou-se da cadeia porque o juiz considerou a prisão masculina perigosa demais para ela. Laura Voyce, 20 anos, também chamada de Luke, é acusada de baixar imagens de pornografia infantil. A informação é do jornal britânico Mirror.

O juiz Newton Lesley considerou que a prisão seria uma experiência chocante para Laura, que embora seja legalmente uma mulher, biologicamente é um homem. "Não vejo como você seria mantida em segurança num ambiente de prisão. Pelo menos seus downloads foram apenas para satisfazê-la sexualmente. Levo muito a sério esse tipo de caso", disse o juiz.

"Francamente, você merece ir para a prisão, mas não posso mandá-la para lá porque acho que seria uma experiência terrível para você", completou o juiz, que alterou a pena para o cumprimento de 100 horas de serviço comunitário e a assinatura do registro de agressores sexuais.

Fonte: Redação Terra
publicidade