0

Inglaterra: morre última veterana sobrevivente da 1ª Guerra

7 fev 2012
20h42
atualizado às 21h20

A britânica Florence Green, considerada a última veterana sobrevivente da Primeira Guerra Mundial, morreu em Norfolk, no leste da Inglaterra, aos 110 anos, informam nesta terça-feira os meios de comunicação britânicos. Florence, natural de King's Lynn em Norfolk, se alistou na Força Aérea Feminina britânica (WRAF) em 1918, quando tinha 17 anos, dois meses antes do armistício, e trabalhou como garçonete em duas bases da Força Aérea britânica até julho de 1919.

Em sua última entrevista à emissora pública britânica BBC, concedida em 2010, Florence declarou que se divertiu muito na WRAF e que ali conheceu muita gente interessante. Florence Green morreu no último sábado em um asilo em King's Lynn, poucos dias antes de completar 111 anos no próximo dia 19 de fevereiro, segundo a agência de notícias Press Association.

Sua filha mais jovem, June Evetts, 76 anos, declarou ao jornal local Eastern Daily Press que sua mãe tinha vivido uma "vida extraordinária e fascinante", na qual foi espectadora de numerosas mudanças na história. "Estava muito orgulhosa do que fez e nós também muito orgulhosos dela", afirmou June.

Florence Green teve três filhos, quatro netos e sete bisnetos, e mesmo sem ter participado dos combates, era considerada no Reino Unido como a última veterana da Primeira Guerra Mundial. O penúltimo sobrevivente, o soldado Claude Choules, morreu em maio de 2011 na Austrália.

EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade